O treinamento funcional é realizado por atividades que são mais dinâmicas e que proporcionam uma queima calórica intensa. Os treinos são focados, raramente se repetem e por isso a queima calórica e fortalecimento da musculatura acabam acontecendo mais rápido.

Baseia-se nos movimentos naturais do ser humano, como pular, correr, puxar, agachar, girar e empurrar. O praticante ganha força, equilíbrio, flexibilidade, condicionamento, resistência e agilidade.

Mas o que são exatamente? Toda vez que movimentamos nosso corpo precisamos de uma ação integrada envolvendo pele, articulações, músculos, etc. A partir dessa lógica foi criado o treinamento funcional, que tem como princípio preparar o organismo de maneira global, usando os padrões fundamentais do movimento humano – como empurrar, puxar, agachar, girar, lançar, dentre outros – envolvendo a integração do corpo todo

O exercício funcional tem como benefícios:

  • Desenvolvimento da consciência e controle corporal
  • Melhoria da postura
  • Melhoria do equilíbrio muscular
  • Diminuição da incidência de lesões
  • Melhora do desempenho atlético
  • Estabilidade articular (principalmente da coluna vertebral)
  • Aumento da eficiência dos movimentos
  • Melhora da força e coordenação motora
  • Melhora da resistência central (cardiovascular) e periférica (muscular)
  • Melhora da lateralidade corporal
  • Melhora da flexibilidade

Musculação x Treinamento Funcional

Depois de apresentar e detalhar sobre o Treinamento Funcional, você deve estar curioso em saber se este método substitui realmente a musculação. A resposta é que depende do resultado que você quer alcançar. Explico: O treinamento Funcional agrega volume e definição muscular, com a vantagem de manter a harmonia estética, mas se o objetivo é obter um corpo de fisiculturista, aí você tem que “pedir” auxílio da musculação, pois somente ela será capaz de dar volume.

Na opinião do profissional de Educação Física Vander Araújo, o ideal é unir os dois métodos de exercícios para garantir eficiência. “É importante ressaltar que tanto a musculação quanto o treinamento funcional vão melhorar a qualidade de vida. Porém, na musculação o foco é a força e no funcional o foco é a flexibilidade, agilidade, velocidade, resistência, potência e todas as outras capacidades físicas que possuímos. Hoje o aluno que realiza o treinamento funcional dentro de sua série de musculação só terá ganhos, irá aumentar o gasto energético e trabalhará outras capacidades que normalmente não são trabalhadas em uma série de musculação convencional. Por isso, a junção dessas modalidades é o caminho para quem quer algo dinâmico e resultados mais rápidos”, afirmou.

Agora que você já está por dentro do que o Treinamento Funcional pode fazer por você, opte pela atividade que melhor vai se adequar a sua rotina e, principalmente, ao seu gosto! O segredo para não somente iniciar, mas se manter na prática esportiva, é se dar bem com o tipo de exercício, treino ou modalidade que você escolheu. Não esqueça disso. Manter-se sempre em movimento é a meta!